Evite confrontos

Extraído do livro Método de Boas Maneiras. Autor DeRose

 

Já vi muita gente declarando: “Fulano não serve para ser meu amigo. Vou lhe dizer umas poucas e boas”.

A sabedoria popular diz que mexer no que não cheira bem só faz piorar o odor. Se o Fulano em questão realmente não serve como amigo, o melhor é tomar uma medida amenizadora do mal-estar ou do mal-entendido surgido e depois promover um afastamento cordial.

A vida me ensinou que uma pessoa que não sirva para se conviver, alguém em que não se possa confiar, é também uma pessoa com quem devemos evitar confusão por é doente (neurótica) ou de baixo nível.

O que é que você ganha discutindo com alguém? Algumas pessoas fazem isso porque andaram assistindo novelas e aprenderam a “não levar desaforo para casa”.  Algumas dessas pessoas nem mesmo sabem conduzir um relacionamento de amizade ou conjugal sem estar todo o tempo a contender, como se a existência devesse consistir em um incessante defender-se dos outros e proteger seu território. Isso caracteriza um extrato cultural muito baixo. Pessoas educadas e elegantes não utilizam esse paradigma.

Quem se melindra e briga por tudo e por nada é portador de complexo de inferioridade. Se você não é complexado, não precisa responder uma agressão com outra agressão.

Agora considere: Quem parte para o bate boca não pode ser uma pessoa fina. Geralmente tem pouco a perder. Não é o seu caso. Tornar-se inimigo de uma pessoa ralé pode lhe custar dissabores futuros, ao longo de toda a sua vida. O que fazer então? Deixar o inconveniente azucrinar a sua existência? Jamais! Quem não serve para ser seu amigo deve ser afastado com arte. Dependendo do tipo de relacionamento que vocês mantiverem, promova um distanciamento progressivo e, volta e meia, tempere com uma cortesia. Por outro lado, recuse gentilmente os convites para o estreitamento da convivência, mediante justificativas aceitáveis.

O que você não deve fazer é partir para a briga, ou insultar, ou prejudicar a quem quer que seja. A maior parte das pessoas que trabalham comigo e que eu precisei exonerar, continuam minhas amigas. A maior parte de minhas ex-esposas continua mantendo boas relações comigo. As pessoas com quem não consegui preservar o distanciamento cordial e que hoje não gostam de mim, considero que, com essas, fracassei. Felizmente, foram poucas.

Isso de “ter que conversar” só funciona quando as pessoas são de fato amigas ou muito inteligentes, o que não constitui a média da humanidade! Nem com marido e mulher essa coisa de sentar para conversar funciona muito bem. Cada qual fica na defensiva e sai briga. Isso só funciona para os terapeutas, que faturam com o diálogo. É muito melhor adotar a tática da gentileza e do carinho quando não for o caso da necessidade de afastamento. E, quando for o caso, utilize a tática da cordialidade distante. Evite a convivência, evite discutir, mas preserve o bom relacionamento, fale bem da pessoa em questão, interrompa o fluxo de alguma fofoca que surja, evite cartões de Natal, aniversário, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia do Professor, indique clientes (se for colega) e cumprimente gentilmente quando se encontrarem. Isso não é hipocrisia! É diplomacia.

Se fizer isso, terei muito orgulho de você e poderei considerá-lo como alguém da nossa família, com quem terei prazer em conviver.

Anúncios
Publicado em Home | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Como Evitar Brigas

 

 

Extraído do livro Alternativas de Relacionamento Afetivo. Autor: DeRose

 

Os conflitos entre seres humanos raramente têm um motivo racional. São quase sempre emocionais. E emocionais às raias da insanidade. Começam por causa de uma determinada modulação de voz ou da imperceptível contração de um músculo facial, captado pelo incosciente instintivo, o qual deflagrará todo um sistema de autodefesa e o humanóide responderá com causticidade.

A partir daí, cada hominídeo se colocará dentro de uma fortaleza e tratará de defender os seus pontos de vista, tentando provar ao outro que está com a razão. O problema é que os dois estarão fazendo a mesma coisa, logo, não chegarão a parte alguma.

A estratégia mais inteligente utilizada pelas pessoas bem-sucedidas é pensar com a cabeça do outro. A realidade é uma questão de ótica. Assim que você começar a aplicar esta tática, vai constatar o quanto é fácil não brigar.

Usando este recurso, você não estará sendo inferior ou mais fraco. Pelo contrário, estará dando os primeiros passos na arte de dominar o adversário, fazendo com que não o veja mais como um agressor. Depois que ele não estiver mais na defensiva e o clima emocional for afetuoso, você conseguirá o que quer – sem confrontos!

Os melhores generais foram os que venceram os inimigos sem apelar para o elevado custo das batalhas.

Compare o custo/benefício de uma desgastante briga entre pessoas que se amam, a qual poderá durar horas infinitas ou até dias; poderá deixar sequelas como uma mágoa para o resto da vida; poderá comprometer o desejo sexual; poderá até gerar um rompimento definitivo. Compare isso com o poder de estar no comando e descobrir que tipo de carinho, que tipo de fisionomia, que tipo de tom de voz, que tipo de frase, poderia derreter o parceiro e atirá-lo indefeso aos seus pés!

Agora considere: quem é o mais forte, o que enfrenta ou o que consegue não brigar?

Publicado em Home | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Não é Esquisito?

Quando o outro não faz,

É preguiçoso;

Quando você não faz… está ocupado.

Quando o outro fala

É intrigante;

Quando você fala é critica construtiva.

Quando o outro se decide a favor de um ponto,

É cabeça dura;

Quando você o faz… está sendo firme.

Quando o outro não cumprimenta,

É mascarado;

Quando você passa sem cumprimentar

É apenas disrtação.

Quando o outro fala sobre si mesmo é egoista;

Quando você fala

É porque é necessário.

Quando o outro se esforça para ser agradável,

tem uma segunda intenção;

Quando você assim age,

está sendo gentil.

Quando o outro encara os dois lados do problema,

está sendo fraco;

Quando você o faz

Está sendo conpreensivo.

Quando o outro age apressadamente,

É avoado;

Quando você o faz… é eficiente.

Quando o outro faz alguma coisa sem ordem,

Está excedendo;

Quando você o faz é iniciativa.

Quando o outro progride,

Teve oportunidade.

Quando você progride…

É fruto do trabalho.

Quando o outro luta pelos seus direitos,

É teimoso;

Quando você o faz,

É prova de caráter.

Não é mesmo esquisito?

 

Canuto Calmon Martins de Almeida em Minhas Jornadas.

| Deixe um comentário

Aos aspirantes

Certo dia, um renomado professor de filosofia foi visitar um Mestre para lhe fazer perguntas sobre uma infinidade de assuntos de seu interesse. Antes de responder qualquer coisa, o Mestre lhe ofereceu uma xícara de chá. O professor aceitou a bebida e continuou a falar, emendando uma indagação atrás da outra, sem parar nem mesmo para recuperar o fôlego. Ainda em silêncio, o Mestre fez uma mesura e começou a servir o chá na xícara do visitante. Logo o líquido transbordou, inundando o pires e, mesmo assim, o Mestre não parou de despejá-lo, até que o filósofo exclamou:

– Pare! Não vê que a xícara já está cheia?

O Mestre, então, sorriu e disse:

– A xícara está cheia e não dá para colocar mais chá nela antes que seja esvaziada. Da mesma maneira, sua mente está cheia de ideias e, para que eu possa lhe passar os ensinamentos, você terá de, antes, esvaziá-la.

Publicado em Home, Literatura | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Yan Daberkow: Passado, presente e futuro do surf brasileiro.

Depois de exportar para o mundo os surfistas profissionais Willian Cardoso e o campeão brasileiro de 2010 Jean da Silva, Joinville se prepara para ver mais um surfista decolar mundo afora.

Se você já conhece esse garoto de 15 anos de idade sabe o que vem aprimorando desde que nasceu. Ou desde que sabe andar, pelo menos: seu surf. Se você ainda não conhece Yan Daberkow, prepare-se para ouvir falar dele em um futuro próximo. Apesar de Yan já ter aparecido diversas vezes na mídia especializada, na verdade até agora tudo tem sido apenas treinamentos disciplinados e ensaios sucessivos para seus maiores objetivos.

Há um ano Yan pratica o Método DeRose como parte de seu treinamento para as viagens e competições com o profissional do Método Fábio Santana. Mas descobriu na prática que o Método é mais do que imaginava.

Confira abaixo esta entrevista jogo rápido com o menino prodígio do surf brasileiro e curta algumas imagens de sua trajetória.

Yan entubando com estilo em Teahupoo, Tahiti

Nome: Yan Daberkow

idade: 15 anos

Surfa desde: 1 ano de idade!

Patrocinio: Billabong e Von Zipper

Fábio. Diferentemente de outros atletas da sua idade que competem por resultados em circuitos amadores ano a ano, você já está olhando para o seu futuro. Quando as competições serão seu foco?

Yan. Por enquanto eu estou aprimorando meu surf em ondas boas como o hawaii para mais tarde focar mais nas competicões.

Fábio. Além das competições, você foca a sua preparação em viagens. Fale um pouco de sua preparação e de como ela é feita.

Yan. Desde os 10 anos venho fazendo viagens internacionais aprimorando meu surf em ondas de pedra, coral, etc…, diferenciando o foco de outros atletas.

Fábio. Qual sua viagem preferida?

Yan. Acho que de todos os lugares que eu fui, nenhum  me arrependi de ter ido, mas um dos meus prediletos é o Tahiti.

Fábio. Quantas temporadas já passou no Hawaii. O que pretende com as ondas havaianas?

Yan. Essa é a minha quinta temporada havaiana. Hawaii é uma viagem que você espera o ano enteiro até ela chegar porque é um lugar mágico. Toda a mídia está aqui, as ondas são muito  boas e além de as ondas serem muito perigosas,você tem que cuidar com os locais também, então é tudo um teste que você tem que passar… [risos]

Fábio. Você pratica o Método DeRose há mais de um ano. O que você gosta mais na prática?

Yan. Eu gosto de toda pratica mas um dos momentos que eu mais gosto é a descontração no final da prática.

Fábio. O que você acha que o Método ajudou a aprimorar em seu surf?

Yan. Ajudou muito a me concentrar mais, a focar no que estou fazendo em cada momento, além de fortalecer meus músculos.

Fábio. Você acha que o Método pode contribuir para ter mais estabilidade emocional e concentração em competições?

Yan. Com certeza você relaxa mais e não fica tão tenso ao mesmo tempo que se concentra mais. Você relaxa, mas se concentra.

Fábio. Você indicaria o Método como parte do treinamento a atletas de alto desempenho?

Yan. Sim.

Fábio. Quando voltar do Hawaii, você quer voltar a praticar com seu Instrutor? [risos]

Yan. Nem preciso responder! [risos]

Yan dropando Banzai Pipeline mostrando que sabe o que está fazendo

O que você fazia com 15 anos de idade?!

Publicado em Fotos, Home | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Campanha para os desabrigados do RJ. Até o dia 22 de janeiro na escola do Método DeRose Joinville.

Para todas as pessoas que queiram ajudar as famílias desabrigadas e desalojadas desta grande tragédia ocorrida no Rio, algumas entidades idôneas de Joinville, como o Rotary Club, o Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, AJOS e Defesa Civil, uniram forças e reativaram a Central Solidária, aos mesmos moldes da que funcionou quando das enchentes de 2008 aqui em SC. Desta vez, no entanto, a Central arrecadará mantimentos e encaminhará para o Rio de Janeiro.

Uma das formas de ajudar é doando mantimentos.

ALIMENTOS URGENTES: água mineral, biscoitos, barra de cereal, leite em caixa, enlatados prontos e outros alimentos que não necessitem de preparo.

ALIMENTOS IMPORTANTES: macarrão, feijão, arroz, sopas prontas, açúcar, farinha, café.

PRODUTOS DE HIGIENE: Pasta e escova de dente, sabonete, absorvente etc.

PRODUTOS DE LIMPEZA: água sanitária, detergentes, escovas de limpeza etc.

OUTROS: vassouras, baldes, rodos, colchões, pás, enxadas, botas de borracha etc.

NÃO É RECOMENDADA a doação de itens de vestuário.

A escola do Método DeRose é um ponto de arrecadação próximo de sua residência. Estamos localizados na rua Exp. Holz n° 149, e receberemos as doações de segunda a sexta das 9h às 20h até o dia 22 de janeiro. Por cada doação em Nossa Escola, você receberá de presente o pocket book Método DeRose – Qualidade de Vida.

As doações serão entregues à Central Solidária no Centro de Eventos de Joinville.

 

| Deixe um comentário

Método DeRose em todo o mundo.

Contribuição DeRose Method London.

Publicado em coreografia, Home, Vídeos | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário